Para que serve o Sisu? Confira tudo que precisa saber

Estamos, ainda, em meados do ano de 2019, mas já temos milhares de estudantes se preocupando e correndo atrás de sua preparação para as provas do maior processo seletivo do Brasil, o

Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). A nota obtida no exame permite ter acesso a vaga em mais de 125 instituições públicas de ensino superior no país. E você, sabe como é possível usar as notas para alcançar essas vagas? Se deseja esclarecer esta dúvida, leia este material com informações sobre o Sistema de Seleção Unificada (SISU).

O que é esse Sisu?

O Sisu, siga referente ao Sistema de Seleção Unificada, é uma plataforma informatizada do Ministério da Educação (MEC) usada para ofertar vagas de instituições públicas de todo o Brasil.

A classificação dos candidatos ocorre a partir das notas obtidas no Enem, mais especificamente, as notas obtidas na última edição do Enem. Para os candidatos que desejam concorrer a uma vaga na edição do Sisu 2019 do segundo semestre, por exemplo, serão consideradas as notas obtidas no Enem 2018, aplicado nos dias 04 e 11 de novembro de 2018.

Aqueles candidatos que tem interesse em se inscrever devem ficar atentos à plataforma, pois antes mesmo de serem abertas as inscrições, são disponibilizadas as vagas que serão ofertadas por cada instituição de ensino. E o que é melhor, são vagas em instituições públicas.

O candidato não precisa pagar nada, diferentemente do Prouni (Programa Universidade Para Todos), no qual os estudantes concorrem a bolsas de estudo parcial ou integral em instituições de ensino particular.

Como participar do Sisu?

Uma vez que você vai se inscrever no Sisu, a etapa inicial é verificar se atende à condição necessária: ter feito a prova do Enem 2018. Caso esteja se preparando para concorrer ao Sisu do próximo ano, então se inscreva na edição 2019 do Enem. As inscrições do Enem 2019 serão realizadas de 06 a 17 de maio. No período de 1º a 10 de abril é possível solicitar isenção da taxa de inscrição. Caso tenha dúvidas, consulte o cronograma do Enem 2019.

Uma vez que o candidato está com as notas do Enem em mãos, é hora de se inscrever no Sisu.

O acesso é feito na página oficial do programa no qual é necessário fornecer o número de inscrição e a senha que foi usada para cadastramento no ato da inscrição do Enem. Sendo assim, guarde com segurança sua senha, pois você precisará dela em outras ocasiões.

A partir do momento que acessar o site, o estudante deve escolher até 2 opções de curso, sendo essa escolha realizada por ordem de preferência.

É possível, ainda, escolher o turno e modalidade de concorrência nas instituições de ensino que participam do programa.

É nesse momento que o estudante manifesta se deseja concorrer às vagas destinadas a políticas afirmativas, também conhecidas como cotas, ou se irá concorrer às vagas de ampla concorrência.

É muito importante que o candidato verifique as notas de corte dos anos anteriores naquele curso/instituição, para ter uma ideia em qual modalidade mais vale a pena se inscrever (desde que atenda às condições da modalidade). A nota de corte sofre grande influência do número de vagas.

Enquanto o prazo de inscrições estiver aberto, o estudante pode fazer alterações nas opções de curso. Será considerada apenas a última inscrição confirmada no sistema.

Logo na semana seguinte ao período de inscrições, o Ministério da Educação divulga o resultado do Sisu, com a lista dos candidatos aprovados em primeira chamada.

Deixe um comentário